Warning: Use of undefined constant HTTP_USER_AGENT - assumed 'HTTP_USER_AGENT' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/gs3831ld/public_html/wp-content/themes/cosine/header.php on line 1

Andrew Tartasky

Sessão Científica com Andrew Tartasky: Integrative Harm Reduction Psychotherapy

Decorreu no dia de 2 maio a sessão científica com Andrew Tatarsky, com o título “Integrative Harm Reduction Psychotherapy” que foi um momento excecional de conhecimento e debate. 
Muito obrigada ao conferencista pela sua disponibilidade, entusiasmo e simpatia.

Nota Biográfica: Andrew Tatarsky é psicólogo e psicoterapeuta, fundador e diretor do Center for Optimal Living, em Nova Iorque. É doutorado em psicologia clínica pela City University de Nova Iorque e posdoutorado do Programa Posdoutoral em Psicanálise e Psicoterapia.
O seu modelo integra a psicanálise, a terapia cognitivo comportamental e mindfulness num quadro de referência de redução de danos. Está descrito no seu livro “Harm Reduction Psychotherapy: A New Treatment for Drug and Alcohol Problems”, bem como em vários artigos publicados.
Para além de ser fundador e diretor do “Center for Optimal Living”, um centro de tratamento e formação, é membro fundador e foi presidente, da Divisão de Adições da Associação de Psicologia do Estado de Nova Iorque e Membro dos Conselhos Consultivos Médicos e Clínicos dos Serviços de Alcoolismo e Abuso de Substâncias do Estado de Nova Iorque.

Andrew Tatarsky apresentou o seu modelo designado “Psicoterapia Integrativa de Redução de Danos”, uma abordagem do tratamento dos comportamentos aditivos e de outros comportamentos de risco que integra “um foco na construção de competências com a exploração dos múltiplos significados do uso de substâncias e a importância da aliança terapêutica” (citação do autor). O modelo que o autor propõe está na linha da frente dos novos paradigmas de intervenção e contribui para o recentrar necessário, do tratamento dos comportamentos de risco e das adições na compreensão dos significados e no encontro com o paciente, ultrapassando a visão centrada apenas na supressão dos sintomas.