SPPC
Sociedade Portuguesa
de Psicologia Clínica

A Sociedade : Regulamento da Formação


WebdesignWebdesign:
D Arcy Albuquerque


Artigo 4º

Frequência e assiduidade  

 

A formação exige o cumprimento das quatro componentes acima descritas. O não cumprimento desta disposição pode levar à suspensão da formação por um período que permita ao Formando harmonizar e integrar todos as componentes.

 

1.   Formação Teórica e Teórico-Clínica

A avaliação da frequência é presencial, devendo os formandos e o orientadora assinar as folhas de presença.

Para transitar de ano, os Formandos deverão cumprir 80% do total da carga horária estabelecida para cada Unidade de Formação. Nas situações em que os formandos numa Unidade apresentem uma frequência inferior a 80%, terão de repetir o(s) seminário(s) que integra(m) essa Unidade e onde registaram resultados da assiduidade abaixo dos 80%, de forma a cumprir a assiduidade regulamentada para a Unidade. Os 20% de faltas permitidas, dentro de uma Unidade, não se podem concentrar em seminários que têm uma carga horária igual ou superior a 12 horas. Dever-se-á pagar, por cada seminário em atraso, um valor monetário decidido anualmente.

A Unidade de "Seminários Clínicos e Reflexão Epistemológica" do 3.º ano (48 horas) está organizada em grupos de 12 horas cada. Cada grupo de 12 horas  de seminários não efetuados será considerado um seminário em atraso, estando sujeito a pagamento.

A partir do ano de 2016, para efeitos de contabilização da frequência e assiduidade, considera-se o seguinte:

- No 1.º ano, as Unidades de "Fundamentos Teóricos I (12 horas)" e de "Grupo Intervisão (12 horas)", funcionarão como uma Unidade de 24 horas, devendo os formandos cumprir 80% do total da carga horária de 24 horas.

- No 2.º ano, as Unidades de "Psicoterapia e Consulta Terapêutica (12 horas)" e de "Grupo Intervisão (12 horas)", funcionarão como uma Unidade de 24 horas, devendo os formandos cumprir 80% do total da carga horária de 24 horas.

- No 3.º ano, as Unidades de "Seminários Clínicos e de Reflexão Epistemológica (48 horas)" e de "Grupo Intervisão (12 horas)", funcionarão como uma Unidade de 60 horas, devendo os formandos cumprir 80% do total da carga horária de 60 horas. 

 

2.   Prática Clínica

Anualmente, o Formando deverá enviar declaração que ateste a Prática Clínica, sob compromisso de honra.

No final da formação deverá ter realizado, no mínimo 600 horas de Prática Clínica.

 

3.   Supervisão da Prática Clínica

 

Anualmente, deverá ser enviada declaração do próprio que ateste a frequência da Supervisão da Prática Clínica, ratificada pelo seu (s) Supervisor (es).

No final do processo formativo, o Formando deverá ter realizado no mínimo 200 horas de Supervisão, contemplando obrigatoriamente 150 horas de apresentação de casos próprios com Supervisor da SPPC. No caso do Porto, transitoriamente, a mesma poderá ser efetuada com outros Supervisores, desde que reconhecidos pela SPPC. 

As restantes 50 horas poderão ser individuais ou em grupo, realizadas pelo mesmo ou por outro Supervisor.

Após concretização da carga horária estipulada no regulamento, cada formando deverá realizar por escrito (carta ou email) o pedido de validação do Processo de Supervisão Clínica, o mesmo deverá ser acompanhado duma declaração emitida pelo supervisor que ateste que o formando revela competências pessoais e profissionais para o exercício de prática clínica como psicoterapeuta.

 
 

4.   Processo Psicoterapêutico Pessoal

Anualmente, o Formando deverá enviar declaração que ateste a frequência do Processo Psicoterapêutico Pessoal, validada pelo seu psicoterapeuta.

No final do processo formativo, o Formando deverá ter concluído no mínimo 200 horas do seu Processo Psicoterapêutico Pessoal. 


 


Voltar
 ©2008 SPPC - Sociedade Portuguesa de Psicologia Clinica