SPPC
Sociedade Portuguesa
de Psicologia Clínica

A Sociedade : Regulamento da Formação


WebdesignWebdesign:
D Arcy Albuquerque


Artigo 3º

Estrutura da Formação

 

A Especialização em Psicoterapia Psicodinâmica inclui quatro componentes de formação, que se articulam entre si:

 

1.    Formação Teórica e Teórico-Clínica

2.    Prática Clínica

3.    Supervisão da Prática Clínica

4.    Processo Psicoterapêutico Pessoal

 

1.   Formação Teórica e Teórico-Clínica

A Formação Teórica e Teórico-Clínica é desenvolvida ao longo de quatro anos num total de 466 horas: 366 horas de formação são desenvolvidas em contato com formadores especialistas nos domínios da formação e reconhecidos pela SPPC; 100 horas serão da escolha do Formando, distribuídas por unidades optativas de formação e por créditos livres reconhecidos pela Direção da Formação.

Os quatro anos estão organizados por unidades de formação que integram um conjunto de seminários para a construção de uma base teórica sólida que sustente a Prática Clínica e a sua reflexão, permitindo uma permanente dialética entre a teoria e a prática. Esta organização abrange a formação em teorias do desenvolvimento, a reflexão sobre aspetos concetuais que aliados aos aspetos da técnica psicoterapêutica são fundamentantes do pensamento e da ação dos psicoterapeutas.

Os primeiros dois anos incluem um conjunto de unidades de formação que permitem a construção dos fundamentos teóricos e teórico-clínicos para a prática psicoterapêutica, bem como a consciencialização das competências pessoais do psicoterapeuta.

Os dois últimos anos organizam-se de modo a proporcionar o desenvolvimento de competências de investigação sustentadas pela reflexão epistemológica, visando o aprofundamento da compreensão integral do processo psicoterapêutico e a produção do conhecimento científico no âmbito das psicoterapias psicodinâmicas.

O plano de estudos, bem como as unidades de formação e os seminários que as integram, constam em anexo ao presente Regulamento (Ver Anexo).

 

2.   Prática Clínica

Consiste no contacto sistemático do Psicólogo Clínico com a atividade profissional.

Poderá ser efetuada em instituição ou consultório privado.

Deverá ser exercida com regularidade.

 

 

3.   Supervisão da Prática Clínica

 

A Prática Clínica deverá, desde o início da Formação, ser sempre supervisionada por um

Membro Especialista da Sociedade, credenciado como Supervisor.

Deverá ter no mínimo uma regularidade bimensal.

 

 

4.   Processo Psicoterapêutico Pessoal

Este processo deverá ser regular e desenvolvido com psicoterapeutas que deverão ser preferencialmente membros da Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica, com a categoria de Membro Especialista há pelo menos três anos.

Caso o Psicoterapeuta não seja membro da SPPC, este deverá ser de orientação dinâmica, reconhecido pela Sociedade e com uma formação equiparada à dos seus Membros Especialistas. Neste caso deverá o Formando solicitar ao Sector de Formação o reconhecimento do seu Psicoterapeuta, mediante a apresentação do CV deste.

 


Voltar
 ©2008 SPPC - Sociedade Portuguesa de Psicologia Clinica